Paraná, | Visitantes: 4330476 | Visitantes On-line: 32 | Home | Contato
NOTÍCIAS | ESPAÇO CULTURAL | TV SINJUTRA | CARREIRA | CONVÊNIOS | PERMUTAS | LUTAFENAJUFE | CONTAS | FÓRUM | FOTOS | CARTILHA DA GREVE
   
 
 

"Sinjutra Pratica Responsabilidade Social e Sustentabilidade"
 

   
» 2008 - 09 - 20

Londrina sediou no final de semana de 20 a 21 de setembro, no Hotel Bristol, o II Encontro sobre Plano de Carreira e Unificação Sindical no estado. Participaram do evento servidores de Curitiba, Paranaguá, Londrina, Cambé, Rolândia, Maringá, Toledo e Cascavel.

O evento faz parte do ciclo de encontros, iniciado em Paranaguá, no qual o Sinjutra pretende ampliar as discussões sobre as diretrizes para a elaboração do Plano de Carreira e sobre a Unificação Sindical no Paraná.

À semelhança do encontro em Paranaguá, Cláudio Antônio Klein, coordenador geral da Fenajufe e do Sintrajud/SP, abordou o tema Unificação Sindical no Paraná e Démerson Dias, ex-coordenador da Fenajufe e atual coordenador geral do Sintrajud/SP, debateu Plano de Carreira.

Na assembléia realizada no dia 21/09, ficou deliberado que o Sinjutra/PR realizará pelo menos mais três encontros, que serão sediados nas cidades de Cascavel, Maringá e Curitiba.

A Comissão Provisória fará levantamento da agenda dos debatedores, para marcar a data do próximo encontro que será na cidade de Cascavel, em outubro ou novembro de 2008.

Unificação Sindical

Klein apresentou um panorama do início da atividade sindical no Judiciário Federal, no qual mostrou também o início das unificações (1995) dos sindicatos representantes dos servidores das Justiças do Trabalho, Federal e Eleitoral e a melhora em arrecadação e crescimento após as unificações. Klein acredita que com a unificação a categoria passa a apostar muito mais na atividade sindical, pois o novo sindicato se torna “mais democrático, eficiente e rico em idéias”, afirmou.

José Padilha, colaborador do Sinjutra, acredita que um sindicato único tem maior poder de mobilização, o que se traduz no fortalecimento da categoria. Padilha utilizou os exemplos das greves de 2002 e 2006 para mostrar a importância da unificação. De acordo com ele, em 2002, o apoio dado pelos servidores da Justiça Federal foi fundamental para a deflagração da greve na Justiça do Trabalho naquele ano. Já em 2006, foi a Trabalhista quem exerceu grande influência na deflagração da greve que foi responsável pela aprovação do último PCS.  Para Padilha, com a unificação as lutas deixarão de ser segmentadas, trazendo maior poder de mobilizaçã

 
   
 
Buscar
 
 
E-Mail:
Senha:
Lembrar Senha
 
 
 
 
E-mail:
Envie sua carta...
 
TV Sinjutra
Responsabilidade Social